Google+ Experimento: Prazer infantil.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Prazer infantil.

     Sim, eu sou uma criança e espero sempre ser. Guardei minha capacidade de me encantar com pequenas coisas e espero nunca perdê-la. Admito que meus pequenos prazeres podem não ser dos mais comuns, mas não deixam de ser simples. 
     Há algumas semanas encontrei um filhote de lagartixa na parede e não resisti: peguei o bichinho e o deixei caminhar pela minha mão por alguns minutos. Isso me trouxe uma lembrança muito calorosa da minha infância: sempre fui fascinada pelos animais à minha volta. Meu peito até se apertou levemente quando deixei a pequenina lagartixa ir embora. Como esse é um episódio raro hoje em dia, não pude deixar de fotografar (infelizmente a câmera fotográfica estava com a bateria descarregada e tive que fotografar com o celular mesmo):






    Enquanto muita gente acha um animal como esse asqueroso, eu acho lindo, delicado e admirável. =)

5 comentários:

  1. Assim como também tratou com delicadeza as aranhas. Lembra?

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Pois é, cara! Tomei um susto quando a vi com aquela caranguejeira na
      mão!

      Excluir
  3. https://plus.google.com/u/0/photos/107586179836896283181/albums/5673767423023233729/5713682951851353586?authkey=CJiy3oSrkMPoNg&pid=5713682951851353586&oid=107586179836896283181

    ResponderExcluir
  4. éh, a aranha caranguejeira não é violenta.
    achei que fosse um comentário irônico ja que para a maioria das mulheres seria insuportável! hahahha

    ResponderExcluir